7 de mai de 2009

calma



Tenha calma
Não é todo obstáculo
Que precisa virar trauma
O ser não resiste
Se o problema toma conta da aura
E a força consiste
Em baixar a cabeça e seguir a estrada com calma.

Cada ato com seus méritos
Mas não há como passar a vida
Sem quitar alguns débitos
Não se deixe levar por toda essa intriga

Silenciosa, de fontes malévolas
Perigosa, direto das trevas
Pro pensamento –
Sem sabedoria isso vira um tormento
Com ela já é difícil
Mas garante por perto o acalento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

prezo muito as opiniões de todos, me alegram e inspiram a continuar passando a minha mensagem!