28 de jul de 2009

sinta só o bom do amor

seria bom se reconhecêssemos nossas emoções e sentimentos
como integrantes do ser individual
simplesmente despertadas por objeto excitante-
o outro em especial


veja como isso exige cautela
retenha no ser só a positividade
não entre de novo
no ciclo da saudade
sinta como parte de si tudo o que é bom
isso pode elevar a frequencia a um novo tom
sinta só o bom do amor



a plenitude e a alegria, e
voce ve o segmento da vida
começar num novo ciclo
de outro ponto
um novo início
reencontro


e quanto à angústia e a tristeza?
apertam o coração
está logo ali no coração
faz parte de voce essa emoção
por isso
molde seu ser com atenção
substitua a negatividade que te faz sofrer
pela vivida vívida plenitude como sensação


voce consegue amar?
se sim, que maravilha
guarde essa nobreza,
é por ela que deve-se zelar
o sofrimento é denso,
é um progressão à qual não deve-se entregar

não atraia pra voce
sensações que não quer sentir mais
esteja aberto para intensos sentimentos,
especiais.

26 de jul de 2009

bem colocada


as montanhas do canto da lagoa
na minha mente
uma imensidão de lembranças boas
fumaça estrelas e muitas pessoas
há nuvens no céu
mas há um brilho na consciência
há agora no pensamento
um pouquinho de coerência
custa alguma dor
tirar a força das profundezas da essência
tem algum valor
fazer essa viagem
se propor
a sentir-se como quem tem tudo
mesmo não tendo nada
ir se contentando
com os sinais da estrada
inspiração aflorando
e jamais sendo forçada
posição no espaço
com cada vez mais Luz sendo moldada
cada vez mais além
das concepções de tudo e nada

e se tudo der errado
às vezes tudo dá errado
vemos que cabe somente a cada um
encontrar a paz do seu estado
não adianta buscar
e procurar respostas por todos os lados!
concentre-se em seguir o fluxo
pois ele nunca está parado


manifestação de fé
pessoas em lugares se reúnem
tudo é válido
pra tirar do planeta
esse miasma pálido-
de descrença
é fundamental crer em algo que transcenda
dou meu amor e vontade em oferenda
de poderosa vivência

de fé, inocência
o ser humano é fadado a certa carência
tome cuidado com o fluido que usará para supri-la
isso pode te bloquear ou
mostrar nova saída

24 de jul de 2009

algumas reflexões de aniversário

ao menos a paz está reinando
aos poucos vou crescendo
tesouro acumulando
aos poucos vivendo
observando e interpretando
cada vez mais me calando
o silêncio vale mais do que palavras ao vento
versos escritos são
uma boa forma de expressar os sentimentos
a mente e o coração em desordem
fazem da vida um tormento
eu só queria poder sentir aquele acalento
por mais alguns momentos.

incerto e correto
os poderes vou vendo que são relativos
de nada adianta a vontade do homem
se não concordam com as leis do Grande Espírito
não tente apressar o seu alívio
cada momento tem sua mensagem
cada olhar um fascínio

17 de jul de 2009

posição e/no espaço


relaxar esse pensamento
confie no modo que o caminho vai se realizando
vá observando
jamais julgando
mas não seja passivo
as sensações são muito intensas
pra correr esse risco


fluindo
às vezes nem tão fluido
o planejamento
é indispensável mas parece
perda de tempo
esqueça o questionamento
primordial é
sentir a intensidade do momento


porque a vida é agora
a única realidade é
a que está sendo vivenciada
concentre-se nos passos dessa estrada
segredos dessa mata
é vivendo no presente que
estaremos atentos para a virada


antes de querer
desvendar o que já passou
prever o que ainda não chegou
a consciência deve estar firme no presente
não vá além do seu espaço
deliberadamente

abra seu espaço
crie mais espaço
preencha seu espaço
com idéias e conhecimento
lembranças
de prazer e tormento
vivências
pequenos detalhes que mudam a eternidade
abra espaço para receber com carinho a novidade


ver como acontece o renascimento
sem esquecer do passado,
nenhum momento
a visão muda os propósitos
mas não o sentimento.

13 de jul de 2009

o processo

quando vi a cor, me completei, contemplei
quando senti o gosto, apreciei
o sabor na memória eu gravei
quando ouvi o xamã, eu dancei
quando o Povo de Pedra se pronunciou,
eu me propus a aprender suas leis
quando senti a plenitude
e toda sua magnitude
tive o cuidado de senti-la
e fazê-la vir a compor a minha vida

e depois eles vêm dizer que eu sou louca
simplesmente não consigo
levar essa vida frouxa
tomei consciência dos potenciais
elementais
me inquieta fingir que eles são
menos especiais
do que toda essa bobagem
que vai do sistema para os seres banais
seres iludidos
não estão buscando a fonte certa de fluido
mas logo a nova era terá seu início
e Gaia vai voltar a ser um território limpo.

12 de jul de 2009

SER, pura mente


sem dúvidas
propor-se a contemplar e ver
o processo de ascenção, às vezes sofrer
vale todas as lágrimas
cada engasgada de angústia
me purifica
de todas as fontes de sofrimento
me fortifica
hoje sou composta de muitos outros elementos
e aí
mesmo que eles rondem por nós
eles não podem ver
frequência em outra dimensão de SER
mesmo que eles usem de violência
meu escudo foi formado
com amor e cadência.

o SER
cada ser
é composto de diferentes tipos de fluido
a plenitude reside
em alcançar o equilíbrio
ter todos os elementos bem supridos
e não
sentimentos reprimidos
espírito libertino

estou nessa caminhada
para sempre, não há
como voltar desse ponto da estrada
posso até estacionar
mas não deixo de ficar inquieta
é preciso aguçar os sentidos
perceber as palavras sagradas,
saiam de perto
lascivos miasmas

9 de jul de 2009

quarta dimensão..?


Mal acredito que estamos indo
Para a quarta dimensão
Tento criativa
Imaginar os sentidos potencializados
Após a transformação
Anseio por saber como o ambiente
E os seres ficarão
Ou se irão
Pra onde?
Minha mente ainda não pode chegar tão longe

O mundo das idéias está emaranhado
O vazio está mais chamativo
Mas não podemos manter o ser estacionado
Liberte seu espírito
Há dentro de todos potencial criativo.

1 de jul de 2009

alheia

Sem pressa, dançando esperando
Alheia a tantas palavras e pessoas
Filtrando meus pensamentos
Passando-os pra essa folha
Me liberto
Das metas, das dívidas,
Meu coração está aberto
Para a vida e os tropeços
Desse caminho incerto.

Estou me construindo
A todo momento refazendo meu fluido
Aperfeiçoando
Pra proporcionar o êxtase em todos os sentidos
Logo estará finalizado
Me apressa na transmutação do meu estado.

Sob esse chão caminho segura
Nesse caminho a terra não é tão dura
Disfarça e substitui
Aquela sensação que me dilui.

Discretamente vivendo
Intensamente revendo
Valores e pensamentos
Tentando não fazer julgamentos.