15 de jun de 2009

Lua


E essa Lua abençoada que guia
Sempre se mostra
Quando me vejo sem saída.

Tão conveniente!
Quando em apuros clamo aos céus:
Oh Lua, me oriente!
Não me desampare descontente

Não me deixe só
Junto ao desconhecido
Sente ao meu lado
E converse comigo;

Traga as estrelas
Pra nos acompanhar
Elas estão sempre à espreita
É só chamar –
Venham , venham
Essa noite me enfeitar
Para que eu consiga
À Lua enfeitiçar

Lua crescente
A aura transmuta igualmente.

quando fiz estes versos estava sob a lua crescente, crescendo
-


Ó lua brilhante
É meu único bem
Meu diamante
Único modo de alcançar
Estado extasiante.
Na solidão ou na multidão
A lua é a mais sincera amante.
A vida é sempre uma corda oscilante

Nenhum comentário:

Postar um comentário

prezo muito as opiniões de todos, me alegram e inspiram a continuar passando a minha mensagem!