8 de jun de 2009

beleza original

Bom dia raio-de-sol
Hoje te sinto ainda mais do que ontem
Me conferes união cada vez maior
Agradeço pela magia destas leves nuvens.

Ah você vai lembrar
Do momento que exalar sua personalidade
Aí que o ser torna-se capaz de amar
À si, ao firmamento, à integralidade
Com cuidado descobre
A sutileza que tem só na essência
Sensação sobe à aparência
A beleza original
Propicia poderosa vivência

Sempre vai me acompanhar-
Essa melodia
Posso afirmar
Que é sempre uma boa companhia.

Desde sempre
Há quem sinta
Desde sempre
Há quem hesita
Não é motivo
Pra ser mais um hipócrita.

Um comentário:

  1. Boa tarde.

    Excelente poema. Reflexivo e sensível. Às vezes, no meio da noite, o silêncio nos assusta, como se nos dissesse que, por mais que se tente o inverso, a vida é mesmo ‘solidão’. Seu poema me parece uma tentativa de desmentir essa minha premissa. Muito bom o seu poema.

    Grande abraço, Poetisa.

    André L. Soares
    http://poemasdeandreluis.blogspot.com/

    ResponderExcluir

prezo muito as opiniões de todos, me alegram e inspiram a continuar passando a minha mensagem!