26 de ago de 2009

hipócritas

aos hipocritas.......fiz esses versos em um momento de profunda decepção e revolta com os fatos que decorriam na minha frente! perdoem o peso das palavras mas sao realmente carregadas de...expressao...emoçao

parem de assassinar almas!
hipócritas
parem de envenenar potenciais alheios
deixem que cada ser
sinta o que está vivendo
vejo irmãos que poderiam estar galgando
melhor suas estradas, se não fossem
imposições de hipocrisia e pesar na alma

olhos vazios
o brilho se perdeu, como na corrente de um rio
olhos que sabem ver a vida colorida
agora sofrem com a ferida
e limitam seus olhares para dentro
mundo de alma retraída
me inquieta observar essa agonia
ainda não conheço
o caminho dessa saída

não é tudo que podemos saber a qualquer momento
esse ritmo é sagrado,
deve ser respeitado
é por ele que me oriento
e garanto
a regência da luz violeta
entre fronteiras de pensamento
ando às cegas nas beiras
essa é a minha brisa
descubra a sua
cada um é responsável
por descobrir seu próprio elixir da cura

Um comentário:

  1. Gostei... parei para pensar. Quantas pessoas sonegam seus olhos de verdade para nos encarar com máscaras de araque. Coitados!
    Em pouco tempo são desmascarados pelas próprias vidas pequenas que mal sabem administrar.

    ResponderExcluir

prezo muito as opiniões de todos, me alegram e inspiram a continuar passando a minha mensagem!