18 de mar de 2010

transformando...

a mudança vai acontecer
independente do nosso querer
hoje olho pro horizonte e
vejo um novo alvorecer
gostaria que todos compartilhassem essa sabedoria
que belo seria,
todos tendo prazer na vida
nem de menos, nem demais
afinal, o esforço é que
glorifica a paz
só o ócio que é CRIAtivo é capaz
de criar uma nova realidade
reafirmar as antigas verdades
vejo a lua soar um silencioso alarme
ela revela - o refúgio numa nova era
num brilho , num sorriso
numa nova forma de delírio
isso é uma geral procura
estamos tentando
achar uma nova busca
pra sair desse ciclo de fuga,
aprender a linguagem das falas mudas

mas o mundo é tão mutável
e a realidade visível é tão frágil
o ser humano é naturalmente maleável
porém não é muito ágil-
acorda aos poucos, de má vontade
sonho com o tempo em que a Grande Teia
será uma obra de arte

3 comentários:

  1. e qual é a arte essencial?

    Abraço e um domingo mágico: Jefhcardoso

    ResponderExcluir
  2. Dentro deste olhar.

    Me encanto com a aurora da lua, como um sorriso eterno em tempos de festa
    esse brilho prateado sobre as copas das arvores onde os pássaros repousam em serenidade apos a chuva é o refugio de quem canta a paz,o silencio, o Om da mata, a melodia da natureza com as estrelas

    o ressoar do mar vibra que salga a boca, quando o branco da espuma reconstrói a pedra formando cristais de areia.

    a una beleza do mundo desde ti até o todo.

    Que perfuma a nossa alma, o sopro sagrado, nos presenteia com a graça de sempre estar em comunhão com a floresta, e com os seres que a habitam ,com todos os fios da teia, assim festejaremos o amanha sobre o Tao fresco dia compartilhando o que plantamos, distribuindo sementes , e se lambuzando do néctar sobre o orvalho .

    Goédi,um pouquinho do agora.

    ResponderExcluir
  3. Dentro deste olhar

    Me encanto com a aurora da lua, como um sorriso eterno em tempos de festa
    esse brilho prateado sobre as copas das arvores onde os pássaros repousam em serenidade apos a chuva é o refugio de quem canta a paz,o silencio, o Om da mata, a melodia da natureza com as estrelas

    o ressoar do mar vibra que salga a boca, quando o branco da espuma reconstrói a pedra formando cristais de areia.

    a una beleza do mundo desde ti até o todo.

    Que perfuma a nossa alma, o sopro sagrado, nos presenteia com a graça de sempre estar em comunhão com a floresta, e com os seres que a habitam ,com todos os fios da teia, assim festejaremos o amanha sobre o Tao fresco dia compartilhando o que plantamos, distribuindo sementes , e se lambuzando do néctar sobre o orvalho .
    Goedi,um poquinho do agora..

    ResponderExcluir

prezo muito as opiniões de todos, me alegram e inspiram a continuar passando a minha mensagem!