1 de jul de 2009

alheia

Sem pressa, dançando esperando
Alheia a tantas palavras e pessoas
Filtrando meus pensamentos
Passando-os pra essa folha
Me liberto
Das metas, das dívidas,
Meu coração está aberto
Para a vida e os tropeços
Desse caminho incerto.

Estou me construindo
A todo momento refazendo meu fluido
Aperfeiçoando
Pra proporcionar o êxtase em todos os sentidos
Logo estará finalizado
Me apressa na transmutação do meu estado.

Sob esse chão caminho segura
Nesse caminho a terra não é tão dura
Disfarça e substitui
Aquela sensação que me dilui.

Discretamente vivendo
Intensamente revendo
Valores e pensamentos
Tentando não fazer julgamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

prezo muito as opiniões de todos, me alegram e inspiram a continuar passando a minha mensagem!